Arquivo de ‘Esmalte da Semana’ categoria

Esmalte da Semana – Cinza Incerto, da Risqué

Tenho paixão por esmaltes neutros e vocês já sabem disso (pausa para lembrarmos de nossa fase colorida e neon, quem nunca), e estou completamente in love pelo o Esmalte da Semana, que inclusive é repeteco porque já estou usando por duas semanas seguidas, deixando pra postar sobre ele só agora: Cinza Incerto, da Risqué.
1Como falei no post da semana retrasada sobre o Rebu (veja aqui), adorei essa repaginação que a Risqué fez: o design melhorou demais, o pincel ficou muito mais funcional, enfim, much better no geral.

A cor, como o nome diz, é um cinza incerto, meio lá meio cá, entre o nude, o marrom e o cinza. Pra tornar mais original ainda, é um pouco metálico (nada , nada cheguei), com umas partículas super discretas de brlho. Apaixonei por essa cor, achei chiquérrima, ainda mais que minhas unhas estão grandes novamente <3 <3 <3

2

A duração é ótima: ficou intacto por cerca de 4 dias, sem nenhum lasquinho. E preciso falar que o brilho é incrível, gente. Parece até que passei extra-brilho antes mesmo de passá-lo… Olha, já virou um dos esmaltes favoritos do core.

3Apliquei uma camada de Nutribase Pró-fortalecimento da Colorama, duas camadas do Cinza Incerto, uma camada do Verniz Extra Brilho Cobertura Espelhada da Impala e uma passada do Óleo Secante Hidratante da Risqué.

Esmalte Metálico Hipoalergênico Risqué cor Cinza Incerto! (8ml): R$3,30 (Drograria Maxi – compre aqui)

Esmalte da Semana – Rebu, da Risqué

Sim, depois de mais de um mês com as unhas nuas, cá estou eu fazendo post com Esmalte da Semana. Num falei que esse era um negócio meio de lua, gente? (pra ler o post em que eu falei um pouco mais sobre isso, clique aqui) Mas olha, confesso que esse tempo foi libertador! Sem preocupações com os lascos do esmalte, sem ter que cuticular e poder futucar à vontade (#futukera), além de poder cortá-las curtinhas, sem que elas atrapalhassem pra nada.

Minhas cutículas juntaram lá na base da unha, e aquelas pelinhas começaram a doer. Fiquei com dedinhos feios, dai falei “hora de fazer as unhas novamente!” e cá estou eu. Decidir retornar à esta vida esmaltística com o clássico dos clássicos, o vermelho/vinho mais conhecido do Brasel: Rebu, da Risqué!IMG_7540Todo mundo ai já pintou com Rebu uma vez na vida, né? Ótimo pra fazer misturinhas também (Rebu + Café, Rebu + Dara…), porque ele é bem fluido e não empelota. A cor é bem de sangue, um vermelho escuro, quase vinho. Apesar de adorar a cor, eu tinha um problema com o Rebu no passado: sempre que eu tirava o esmalte, lá estavam minhas unhas com tonalidade amarelada. Era batata! Pensei que pudesser ser do vidrinho que eu comprei, então comprei esse novo (que inclusive já faz parte da reformulação da Risqué) pra ver se terei esse problema. Assim que tirar o esmalte eu venho aqui e atualizo o post!  UPDATE: minhas unhas não ficaram amareladas dessa vez, acredito que possa ter sido culpa de um vidro muito antigo que eu tinha, ou então eles mudaram a fórmula do esmalte, gostei!collageE vamos no projeto #cresceunha! Porque como eu estava cortando sempre, elas estão cotoquinhas. Fiz as unhas na quinta-feira, e hoje, segunda, lasquinhos na ponta do indicador, as usual.collage1Apliquei uma camada de Nutribase Pró-fortalecimento da Colorama, duas camadas do Rebu, uma camada do Verniz Extra Brilho Cobertura Espelhada da Impala e uma passada do Óleo Secante Hidratante da Risqué.

Esmalte Cremoso Hipoalergênico Risqué cor Rebu (8ml): R$2,75 (Meu Vício – compre aqui)

Uma unha sem esmalte

Pra você que vem aqui toda segunda-feira ler o post de Esmalte da Semana: dessa vez não tem esmalte. Tá, vocês podem achar esse post a coisa mais ridícula do mundo, senão, ok… Não serei tão maluca assim. De vez em quando é legal soltar algumas bobeiras, conversar comigo mesma através do blog, por mais inútil que esse assunto seja.

Eu sou daquelas que SEMPRE esteve com as unhas feitas. Minhas amigas então, oxi, sabem mais que ninguém que desde os tempos do ensino fundamental da escola lá estava eu, com as garras compridas pintadas de vermelho, sempre eu mesma fazendo, peguei bem a prática da coisa. Me acho bonita, tenho prazer em estar com as unhas em dia toda semana, acho chique.3e1c1668fea539b5a64c93189fab9622Mas nesses últimos dias me deu aquela gastura, sabe? Pensei no tempo que é gasto nessa atividade (mais ou menos 1h, 1h30 -sim, sou lerda) e no quanto esse tempo pode ser utilizado pra coisas mais produtivas, tipo ler um texto importante pra faculdade. Junto à isso, percebi o quanto unhas nuas, ao mesmo tempo que bem cuidadinhas, podem ser bonitas e fofas. Tem mãos que combinam mais com unhas curtinhas e sem esmalte, já perceberam? Então resolvi dar uma pausa nessa “neurose” com as unhas (não é bem uma neurose, porque faço com gosto mesmo), mas sei lá, apenas deixar isso um pouquinho de lado, além de ser bom pra deixar as benditas respirarem ar puro e direto.28Só teve um momento da minha vida em que minhas unhas não estavam feitas, e eu lembro que amei a praticidade de só ter que cortar e dar uma lixadinha. Minhas cutículas agradeceram. Não fiz durante uns 4, 5 meses, depois voltei à rotina das unhas vermelhas.Hoje já estou sem esmalte e com elas cortadas. Mês que vem (ou até semana que vem mesmo), talvez, elas apareçam coloridas e cuticuladas e nada disso que eu falei fará sentido.

Já as do pé não. Estas são sempre feitas religiosamente e estão sempre pintadas de vermelho.

 

Esmalte da Semana – Latex Effect, da L’Oreal

Numa das farmácias dessas de Buenos Aires, vi esse esmalte da L’Oréal Paris e achei interessante: um preto chamado Latex Effect. Assim que cheguei em casa, pintei minhas unhas com ele (nossa, fazer as unhas depois de uma viagem é tirar um peso, né? kkk)!

1Quando vi o nome, achei que era um daqueles pretos super brilhantes, com efeito vinil, sabe? Mas que nada! Pretinho básico normal que temos aqui em qualquer marca de esmalte. Sinceramente, fiquei sem entender o nome rs. De qualquer maneira, preto nas unhas é sempre bem-vindo.

2A cor exata é essa 895, o vidrinho é um pouco menor do que os que estamos acostumadas, vem menos quantidade de esmalte. Não sei se essa linha é vendida aqui no Brasil (detalhe: acabei de descobrir, no meio da escrita deste post, que esse é um esmalte da linha especial que a L’Oreal fez pro lançamento do filme Cinquenta Tons de Cinza kkkk que babado, tem outras cores com nomes relacionados ao tema ousado.)

3Apesar de ser de uma marca diferente, que eu nunca havia experimentado, a duração foi mais ou menos a mesma de sempre: fiz as unhas na quinta e hoje, segunda, alguns lasquinhos nas pontas.

Infelizmente não achei em nenhum site pra vender e não lembro quanto custou, mas fica ai mais um pretinho pra coleção.

Esmalte da Semana – Camurça, da Colorama

Vou estar viajando durante essa semana (ai ai, doida pra comprar minhas makes desde já! kkkk), por isso escolhi um esmalte mais neutro pra usar, fica mais fácil pra combinar com vários tipos de roupa e tal. Foi o Camurça, da Colorama.

IMG_6619O Camurça é um nude com fundo acinzentado gente, meio difícil de explicar haha acho que é uma cor entre o nude, marrom e cinza. Bem neutra e chique! Às vezes parece mais escuro, às vezes mais claro…

collageDuração tem sido ok, nada de lasquinhos por enquanto (fiz as unhas na quinta).

collage2Apliquei uma camada de Nutribase Pró-fortalecimento da Colorama, duas camadas do Camurça, uma camada do Verniz Extra Brilho Cobertura Espelhada da Impala e uma passada do Óleo Secante Hidratante da Risqué.

Esmalte Cremoso Colorama cor Camurça (8ml): R$2,99 (Meu Vício – compre aqui)