Arquivo de ‘Rouge à Lèvres’ categoria

Rouge à Lèvres – Resenha Batom Líquido Matte Quem Disse, Berenice? cor Uvali

Boa noite, queridxxx! Hoje eu finalmente irei fazer a resenha do meu tão esperado BATOM LÍQUIDO da Quem Disse, Berenice?. Estou muito, muito feliz com essa aquisição, gente! Posso garantir a vocês que é um dos melhores batons da vida! Porque é baratinho, lindo e de altíssima qualidade, não perde em nada para as marcas internacionais. Os batons líquidos estão super em alta, e desde quando a Dailus lançou sua primeira coleção, já foi amor à primeira vista. E vocês já sabem, né, da minha saga que foi pra conseguir comprar um, sempre ia e estava esgotado :(collage1É tanta coisa boa pra falar que eu não sei por onde começar. Vamos começar falando sobre o ÚNICO ponto negativo mas que não atrapalha em nada no resultado final: o cheiro; não é nada insuportável, mas também não é cheiroso, sabe? Tem um cheiro esquisito de remédio… Agora vamos aos pontos positivos: todo o resto hahaha.collage2

  • Acabamento: Matte, com toque aveludado.
  • Cor e Pigmentação: A cor que eu comprei foi a Uvali, um tom de uva lindo, mas que ainda é fechado e com tom de roxo viciante. Escolhi essa por não ter batons roxos/escuros mesmo, e por ser inverno aqui, acho que super combina. A pigmentação é coisa de outro mundo, já na primeira aplicação deixa um acabamento super uniforme, sem manchar e desliza na boca com muita facilidade.
  • Hidratação: Nesse quesito é OK, não resseca os lábios, mas também não os hidrata. Quando eu usei meus lábios estavam super ressecados, mas mesmo assim ele conseguiu camuflar isso, então, já ganhou pontos comigo também. Por isso, caso ache que ficou com aparência muito seca, não é culpa do batom, mas dos meus lábios mesmo que não estava em um dia bom. Acredito que com os lábios hidratados, ficará mais bonito ainda.
  • Durabilidade: Oh, trem bom, sô! Não transfere NADA, nada, nada, mesmo sendo uma cor bem escura, assim que passei secou rápido e testei no papel e…? Não transferiu nada. Mesmo bebendo água, não transferiu pro copo, etc. Acredito que até comendo ele dure bastante, com no mínimo saindo um pouco no meio dos lábios onde há mais atrito com a comida e etc.

collage3O resumo da ópera é que eu amei demais esse batom, é excelente, já quero todas as outras cores pra já. Vale muito a pena! Ele custa R$ 31,90, a metade de apenas 1 da MAC, ou seja, com 66 reais, você compra duas cores haahaha. Você pode encontrá-lo tanto nas lojas físicas quanto na online (compre aqui).

É isso, meus amores! Boa semana a todos, e até a próxima! <3

Rouge à Lèvres – Tutorial Ombré Lips

Olá, meus amores!

O post dessa semana não saiu na sexta-feira como deveria devido a uns probleminhas, mas cá estamos, antes tarde do que nunca. Essa semana será um pouco diferente, apresentarei um tutorial passo-a-passo de “ombré lips”, porém usável por nós meros mortais hahahaha, porque a verdade é esta: achamos lindo na Rihanna, mas cata a coragem de usar na real life? Então, resolvi adaptar pra uma versão mais “suave”, que dá uma ilusão de lábios maiores, e que eu já usei em alguns eventos mais especiais. Na verdade, como já contei para vocês, eu amo filmes antigos da década de 40/50, e procurando pelos truques de maquiagem usados eu encontrei este, que era usado pelo maquiador da Marilyn Monroe. Graças às câmeras daquela época, os tons de vermelho ficavam bem mais escuros, então, ele usava tons de rosa… Pra criar aquele efeito lindo quase 3D que vemos nos filmes, ele realmente fazia um ombré lips. Fora outros truques que só hoje em dia estão em alta, como contorno, que a Marilyn já usava, ok? Kim Kardashian não sabe de nada hahahaha. Leva um pouco mais de tempo sim pra fazer, e pra ficar perfeito, uns 20 minutos, então, não vai perder a vida fazendo uma boca perfeita e depois se atracar com boy na balada e destruir tudo, pelamor, miga.

Vamos lá, ao passo-a-passo!

1::: A pele já está corrigida e os lábios “apagados” com corretivo, e antes de delinear, gosto de dar um toque com um pó compacto, pode ser o que você tiver.

2:::  Com um lápis labial vermelho (se não tiver, um cor de boca deve funcionar também) comece pelo “arco do cúpido” no lábio superior. Delineie acentuando e dando mais ênfase a ele, pra ficar com formato perfeito, quase de boneca. Se quiser, assim como eu: meu lábio inferior é maior que o meu superior, então, delineio indo um pouco além da linha original. No início pode parecer que vai dar tudo errado, mas calma que no final fica tudo certo. De qualquer maneira, tenha certeza de fazer os dois lados mais iguais possíveis.collage13::: Escolha uma cor mais escura para o seu degradê. Como eu não tinha um rosa escuro fechado, optei por esse vermelho da Quem Disse, Berenice? E rezei para dar certo no final hahaha. Com o tom mais escuro, você irá preencher as partes externas dos lábios, deixando o centro sem nada, como na foto abaixo. Como o lápis era um tom mais aberto que o batom, também o passei onde estava o lapís para uniformizar.

  • Batom Matte Vermelhíssimo – Quem Disse, Berenice? (compre aqui)

collage24::: Em seguida, com o tom mais claro, preencha o espaço deixado em branco. No início vai ficar marcado, e você vai pensar que nunca vai dar certo, mas não se desespera. Assim como quando fazemos um degradê nos olhos com sombras, precisamos criar aquele efeito esfumado entre as cores, que você não consiga ver quando uma começa e a outra termina. A minha dica é juntar os lábios como quando fazemos com qualquer batom pra uniformizar a cor, mas sem esfregá-los um ao outro, apenas dando batidinhas até chegar no resultado desejado. Se achar que clareou muito, só voltar com o vermelho e reforçar as partes escuras dando batidinhas com ele, e vice-versa.

  • Batom Matte Rosácia – Quem Disse, Berenice? (compre aqui)

collage35::: Seu ombré lips está praticamente pronto, se achar que aí já é o suficiente. Porém, se quiser dar um toque a mais, faça como eu, escolha um tom bem mais claro e de preferência um batom cremoso, e aplique somente no centro dos lábios pra dar um brilho a mais e aumentar a ilusão de lábios volumosos e carnudos hehe.

  • Batom Hidratante Rosa Neon – Make B (compre aqui)

collage46::: Pra finalizar, peguei um pincel firme e acertei os contornos com um corretivo.collage5Bem, gente, esse é a minha dica pra um ombré lips usável. Acredito que também de um vermelho bem fechado, indo pra um aberto, fica ótemo também e suave. E se não quiser um ombré lips, mas apenas dar a ilusão de lábios maiores, é só usar essas dicas mas com as cores mais próximas, e bem no centro aplicar ou um gloss, ou uma batidinha com uma sombra iluminadora. Espero que tenham gostado e que eu tenha sido clara!

Boa semana a todos, e até a próxima! 😀

Rouge à Lèvres – Inspiração “Labial” do Dia: Lily Collins

Boa noite, amores! Hoje é dia de batermos nosso papo sobre batom. Gostaria de ter feito a resenha sobre os batons líquidos da Quem Disse, Berenice?, mas infelizmente ainda não consegui comprar, eu acho que eles não querem me vender! Ahaha Sempre vou e está esgotado, fazer o que, paciência.

Então, para variar um pouco, hoje resolvi fazer um post sobre uma atriz que eu adoro mesmo, acho linda demaaaaaaaaaaais, uma ótima atriz (só acho que é muito injustiçada, sabe? Acredito que quando ela pegar um papel realmente bom, irá deixar todos de queixo caído u-u), e “de quebra” ainda é embaixadora da Lâncome chora e aquelas sobrancelhas <3333 sonho meu sonho meu. É a linda da Lily Collins! Ela é uma inspiração pra mim quando o assunto é maquiagem, porque é exatamente o que eu gosto: muitos muitos cílios, um batom lindo e está pronta pra sair. Às vezes um detalhe diferente no olho como um delineado, um lápis, um esfumadinho básico mas nada de extravagante. Vamos lá então, espero que inspire vocês também!Lily-Collins-had-slight-60s-vibe-her-beauty-look-while5435--680x0-1Essa maquiagem ela usou no Oscar 2014, na festa da Vanity fair, e eu não sei nem o que dizer, é uma das maquiagens mais linda da existência, estava apenas impecável, e o batom ornou perfeitamente com toda a obra.5438--680x0-1attachment 4709096825445--680x0-2 (1)1745de174db7772efe133bb6634595875446--680x0-2Uma outra coisa que adoro é que ela consegue ir do casual, ao romântico, ao minimalista, sem mudar muita coisa na maquiagem, seguindo a mesma linha, apenas um toque diferencial e boom, já é outra Lily.collins_2012041003192707attachment (1)lily-collins-hair-makeup-2-w540Bem, por hoje é esse o post! Espero que tenham gostado de verdade, porque quando penso em maquiagem que é “boca tudo”, ela é a primeira pessoa que vem à minha mente, e já vou procurando fotos pra inspiração do dia.

Besosss! E até a próxima 😀

Rouge à Lèvres – Resenha Batons Avon Colortrend, cor Grape e Lilás Vibrante

Olá, meus amores! Hoje é sexta-feira linda, e dia de resenha de batom! Essa semana vou fazer de dois batons baratíssimos, de uma marca nacional que eu AMO de verdade, pois tem produtos com qualidade alta (claro que há algumas exceções) mas que o preço é super camarada. Então, vamos lá:collage11198451_874567112614636_637196381_nSão essas duas lindezas da AVON, da coleção Batom Colortrend! O que a marca diz: “Cobertura cremosa, acabamento perfeito, efeito de longa duração, disponível em 9 cores pra você variar o look sempre que tiver vontade!”. Gente, apesar dele custar R$ 5,99 –da última vez que chequei a revista, mês passado– tem realmente uma cobertura muito boa e é realmente de longa duração!! Ele gruda na boca de tal maneira que mesmo após de beber, comer, dormir e de umas 8 horas desde a última aplicação, ainda permanece na boca um pouco da pigmentação e SÓ sai com demaquilante. Tenho que admitir que quando eu comprei não dava nada por eles, só comprei pelas cores diferentes e lindas + preço amigo, mas me surpreendi positivamente com eles. Se você estiver atrás de cores diferentes mas acha muito caro um da MAC por exemplo, eu super super recomendo essa linha da AVON.MONTAGEM GRAPE 2(Grape)MONTAGEM LILAS(Lilás Vibrante)

  • Cor e Pigmentação:

Grape/Uva: Quando você olha para bala do batom a impressão é de que é um pink com fundo rosa mesmo, mas ao passá-lo eu percebo que ele é um pink super vibrante e lindo mas tem um leve fundo pro roxo/lilás; é super pigmentado chega ao tom da bala com apenas duas camada

Lilás Vibrante: Um tom de lilás lindo e suave. Quanto à pigmentação, devido a ser um tom mais claro que o Grape, é um pouco inferior, ou seja, pra chegar a uma camada boa e uniforme precisa de três/quatro camadas.

  • Acabamento: Ambos são cremosos, mas cada um tem um toque diferencial. O Grape tem um “quê” de matte; já o Lilás Vibrante tem um pouco de cintilância.
  • Hidratação: Acho que pela proposta de ser um batom de longa duração –o que ele é– acaba ressecando bastante os lábios ao final do dia.
  • Durabilidade: O Grape, por ter um toque mais seco similar a um matte, e até por ser uma cor mais escura, dura mais do que o Lilás Vibrante, que por ser cremoso cintilante e mais claro, tende a transferir mais que o outro. De qualquer maneira, ambos duram bastante e só saem com demaquilante bifásico, e mesmo assim, fica aquele pigmento na boca.

Minha opinião geral, é que levando em conta o preço super amigo, a facilidade de se encontrar sempre tem aquela tia que vende Avon hahaha, a qualidade do produto que é ótima, recomendo muito a aquisição. Em uma nota de 0 a 10, daria 8, levanto em conta todos os quesitos positivos + preço + acessibilidade.

Bem, amores, por hoje é essa a resenha, agora fica com você se vale a pena ou não investir nesse produto amorzinho pra mim! Na próxima quinzena, quero fazer muito a resenha dos batons líquidos da Quem Disse, Berenice?, espero que eu consiga comprar até lá, porque sempre que vou está esgotado.

Um beeeeeeeeeijo, se cuidem e até maissss!

Rouge à Lèvres – Resenha Batom MAC Red

Tag nova no blog, xent!!! Convidei a Anne, uma miga linda da faculdade que entende tudo dos bataum pra ser colaboradora do Ahaza na Make. Quinzenalmente, ela trará um post pra vocês relacionado ao tema: resenhas, novidades, lançamentos, tutoriais e mais um monte de coisas legais. Tô super feliz com essa parceria, espero que gostem da coluna (Rouge à Lèvres, nome chique, né? haha) 😀 Aproveitem pra acompanhá-la nas redes sociais!

Olá, amores! Tudo bem?! A partir de hoje aqui no Blog, a cada quinze dias, sexta-feira será dia de uma coisa que toda mulher ama! Algumas ainda tem medo de ousar naquela cor mais forte mas, exceções a parte, seja ele claro ou escuro, nós o amamos! E claro que estou falando dele, o nosso querido e amado BATOM, ou em francês, Rouge à lèvres.

Antes de mais nada, acho que cabe contar um pouquinho pra vocês sobre o meu amor incondicional por esse lindo! Desde nova, sempre fui apaixonada por maquiagem e tudo, mas nunca dava aquela importância para batom, sempre queria fazer aquele olhão bem feito super esfumado, e acabava por marginalizar os lábios, sempre aplicava um glosszinho e estava ótimo. Essa fase durou até os meus 15/16 anos, que foi quando comecei a assistir filmes antigos, principalmente da década de 50, e sempre as atrizes estavam todas impecáveis, com um olho simples mas #ahazando no batom, a partir daí então… danou-se! Daí pra frente, larguei de mão de ficar horas esfumando um olho só, pra me dedicar a aprender a fazer um delineado decente e aplicar o batom das melhores maneiras: como fazer contorno, como fazer a boca parecer maior, durar mais e por aí vai. Para não me alongar mais e não contar minha história de vida aqui, né, *aloka* achando que é Casos de Família. Como eu não tinha nenhuma experiência sabedoria na área e na vida de batons, pesquisei no querido Google “melhores batons”, daí aparece logo o que? MAC. Entãoooo, a resenha estreia de hoje vai para o meu primeiro batom da vida, meu lindo, xodó, um sobrevivente, o último dos moicanos haha Ele é xodó mesmo porque é meu único da MAC, ê lelê, comprei ele em uma viagem aos EUA e ele é meu only one até hoje. Nunca comprei outro da MAC de fato, porque depois fui vendo marcas mais baratinhas e acessíveis e que a qualidade não ficava muito pra trás blabla, mas isso é assunto pra outro post. Vamos à resenha!

FOTO 2

FOTO 3Na época em que comprei, há uns 3 anos atrás, era leiga e pedi ao vendedor um batom vermelho e ele me mostrou uns três tons diferentes e o que mais gostei foi esse, o MAC RED.

Ele possue acabamento Satin, pra mim, um meio termo entre o Matte e o Amplified, ou um casamento bem sucedido entre eles que nasceu um filho chamado Satin hahaha. Calma! Não pira! Irei expricar explicar, esses nomes diferentes confudem e assustam um pouco; Matte todas nós sabemos, tem acabamento seco, opaco, não transfere quase nada, cor e cobertura intensas além de durar horrores; já o Amplified é, ““vulgarmente””, equivalente ao Cremoso de outras marcas, textura cremosa, cor e cobertura também intensas, dura um tempo razoavel se comparado a um Matte.

  • FOTO 1Acabamento: Satin; similar ao Matte, porém, com um toque de cremosura (Isso é uma palavra? Se não for, acaba de se tornar uma ahaha) que torna a aplicação suave e fácil.
  • Cor e Pigmentação: Vermelho intenso mais aberto com fundo azulado (não amarela os dentes ÊEE, odeio tom que amarela os dentes uóh); super pigmentado, em uma só camada já constrói significativamente a cor, não é daqueles que se precisa passar umas 5 camadas para chegar na cor da bala do batom.
  • Hidratação: Ponto positivo para ele! Uma das coisas que mais me incomoda em batons com acabamento matte é que eles – por mais hidratante que a marca diga ser – ressecam um pouco os lábios, e se você estiver naquela semana com os lábios ressecados e judiados eles acentuam isso e fica aquela aparência feia. Já esse por possuir um toque de cremosura hidrata um pouco, não resseca, e mesmo que esteja com os lábios numa semana ruim, ele não marca como o Matte, e até mesmo disfarça se a situação não estiver tão drástica.
  • Durabilidade: Dura bastante por ser mais próximo do acabamento Matte, mais do que um Amplified/Cremoso. Porém, se pensar em sair para comer com ele não aconselho muito, pois, começa a sair o batom no meio dos lábios e vai ficando o contorno, sabe? É bem sutil, e normal de qualquer batom que não seja Matte, mas eu particularmente não gosto muito, mas se você não liga muito para isso, ou não vai sair para um jantar, ele é ótimo.

FOTO 4Para testar a durabilidade do batom fiz alguns swatches e também um teste de transferência, nas fotos acima. A primeira foto é apenas o batom, como disse, ele é bastante pigmentado e atingiu esse tom com duas camadas. Na foto à direita após passar algumas vezes um demaquilante bifásico, à esquerda embaixo, após lavar com água e sabonete líquido, e por fim, o teste de transferência.

Agora fica a seu critério se vale ou não investir 66 dinheirinhos, no Brasil, nesse lindo. Você pode achá-lo tanto na loja online da MAC quanto na física, ou também na Sephora online.

Bem! Por hoje é essa a resenha, espero que tenham gostado! Quero fazer sempre uma resenha bem completa, pra não faltar nenhuma informação na hora de vocês decidirem se vale a pena ou não investir seu querido din-din!! Não só resenhas, mas como também dicas e tudo que há de novo no mundo dos batons para você sempre #ahazar e continuar linda.

Até mais, amores! Se cuidem, e até daqui a quinze dias. 😀

Vocês me encontram nas redes sociais abaixo:

Facebook

Instagram