Gente, adorei que vocês super gostaram e me incentivaram a continuar com esse tipo de post! Como falei no Diário de Pele #1, meu intuito é justamente passar minha experiência a frente e fazer com que ela ajude alguém de alguma forma.

No último post, parei no início do tratamento com Tetralysal (antibiótico oral). Além dele, usava Epiduo Gel, loção de clindamicina, leite de rees, sabonete Effaclar e Clindacne Gel, em ordens específicas. Sim, era muita coisamuito dinheiro gasto, mas mesmo novinha eu era super regrada quando o assunto era pele. Seguia religiosamente as ordens do dermato, aplicava os produtos na ordem certa, nunca dormi de maquiagem nem nada.

collage(Eu tô horrível, gordinha, com cara de criança e a foto ainda está em baixa resolução, mas é o que temos pra ilustrar hoje rs)

É bom ressaltar isso porque eu lembro que, na época, o que mais as pessoas me perguntavam era “você tá passando os remédios direitinho?”. Minha vontade era de responder “não, quero ficar igual um chokito mesmo”.Gente sem noção tem a rodo por ai, né? Mas no fundo, isso magoa demais a pessoa que sofre com a acne. Todas as vezes imaginava que as pessoas me olhavam, analisavam meu rosto e só pensavam “nossa, essa ai não lava o rosto, não se cuida”, enquanto eu fazia de tudo que estava ao meu alcance pra melhorar. Por isso, é muito importante não julgar as pessoas, afinal, você não sabe pelo que ela está passando.

6dbb027927f32d2f3ba343eefc653a20Passei um mês com o tratamento descrito acima e nada, nem um sinalzinho de melhora. Comecei então a investigar as possíveis causas da minha acne. Fiz ultrasom pélvica (era virgem e não tomava nenhum tipo de anticoncepcional) e exames de sangue pra ver se sofria de problemas hormonais ou de SOP (que descobri hoje, com 20 anos, que tenho rs), fui à alergistas para saber se as espinhas tinham fundo alérgico -tenho histórico de bronquite e asma-, mas nenhuma dessas investigações levou a resultados significativos. Ou seja, começamos do zero novamente.

À essa altura, minhas esperanças estavam no chão. Eu só conseguia me depreciar, me achar horrorosa, e claro, me esconder. Em março de 2011, eu só conseguia enxergar o Roacutan como solução do meu problema. A cada consulta no dematologista, ele dizia “vamos experimentar um novo gel”, ou então “vamos mudar o sabonete”, e pra mim, era uma decepção. Já sabia que nada daquilo ia funcionar. Muitos vão dizer que talvez meu dermatologista tenha sido muito lento, muito demorado no tratamento, mas já fui a vários nessa minha vida (talvez seja o médico que mais fui rs) e parece que todos relutam muito antes de começar um tratamento a base de isotretinoína (Roacutan). Eu frequentava muitas comunidades (#RIPOrkut) e fóruns sobre acne e Roacutan na época, e sabia que aquilo ali era o que eu devia tomar.

Roacutan3Bom, depois de muuuuitas conversas com o médico e com a minha mãe, que me acompanhava sempre, finalmente em junho de 2011 decidimos começar meu tratamento com esse remédio que já digo, foi um divisor de águas na minha vida. Obviamente, de tanto pesquisar, eu já sabia todos os efeitos colaterais possíveis (e são MUITOS, mas MUITOS), além de estar ciente de um possível período de piora da acne durante o tratamento… Enfim, acreditei que valia a pena passar por isso.

Pra quem não sabe, o Roacutan está associado à supressão das glândulas sebáceas, diminuindo a quantidade de sebo produzido. É indicado apenas em casos de extrema resistência a outros medicamentos (como o meu caso), ou em casos de acne grave, como aquela nódulo-cística. Uma das recomendações PRINCIPAIS dadas pelos médicos é de não engravidar. Ao iniciar, assinamos vários termos, dizendo que estamos completamente cientes de que não podemos engravidar durante o tratamento, trazendo riscos pra mãe e pro feto. Por isso, é muito relevante que a pessoa que já tenha atividade sexual use algum método contraceptivo eficaz.

ATgAAADG1O1QgwHrvVBydZDwaqfl2MK4Aycx6E9655MyMHtxfXfyhyXK1ZunO7SjS-Qwc4U6TQzZAAvOpdB7l6vLmzQcAJtU9VCMOZzv2rxEfqT42JzqjlXZdJHwawÉ ministrado via oral, com dosagem de acordo com seu peso e com o tempo planejado para o tratamento. Isso significa que doses menores em mais tempo, trarão menos efeitos colaterais, mas os resultados demorarão mais a aparecer. Doses maiores, obviamente, fazem o efeito contrário e tudo isso deve ser conversado com o médico.

Vamos aos tão temidos efeitos colaterais… Acho que o principal deles é a EXTREMA secura da pele, principalmente das mucosas. Lábios, olhos, nariz, todos muito ressecados. Logo no início do tratamento você já consegue sentir esses efeitos, portanto, o médico já indica todos os produtos pra minimizá-los de cara. Você acaba fazendo estoque de todo tipo de hidratante e do produto mais SOS da vida: bepantol 😀 É muito importante não pegar sol também, pois a pele fica muito sensível e aparecem vermelhidões por qualquer coisa.

bepantol-e-suas-funcionalidades-13-1136Outro efeito que é um pouco preocupante é a questão dos triglicerídeos e da função hepática. O Roacutan pode alterar esses valores, por isso é muito importante regular a alimentação e NÃO INGERIR bebidas alcóolicas, porque pode sacrificar muito mais o seu corpo. Durante todo o tratamento, fazia exames de sangue mensais para verificar estas taxas.

Esses são os principais efeitos, mas é claro, que tudo varia de pessoa pra pessoa. Lia muitos relatos da tão temida “fase de piora”: dizem que até o terceiro mês de tratamento, sua acne piora substancialmente, para depois melhorar por completo. Comigo, isso não aconteceu; já comecei a ver melhora com cerca de 20 dias de tratamento.

Pra terminar, quero dizer que muitas pessoas condenam o Roacutan, dizem que ele é um inferno na vida dos usuários, que causa efeitos colaterais irreversíveis, e por isso, muitas pessoas morrem de medo de usá-lo, mesmo quando se encaixam nos padrões recomendados. Nos próximos posts, vocês verão que esse remédio não é um bicho de sete cabeças. Sim, é muito possível administrar os efeitos colaterais, e o resultado é inexplicável! Fiquei feliz como nunca antes. É preciso ter muita conversa com seu médico, confiar nele, confiar em você, e claro, seguir todas as regras prescritas. Na maioria dos casos, como no meu, os benefícios superam os efeitos colaterais infinitamente. Por isso é preciso sempre desmistificar a Isotretinoína!

Bom, por enquanto é isso. Espero vocês semana que vem pra contar como foi meu tratamento efetivamente, o que senti, e como era meu dia-a-dia com o Roacutan.

Beijinhos e bom fim de semana!

Confira outras postagens

Deixe uma Resposta