Comprar esse batom foi o ponto alto da minha exaltação em voltar com o blog, sabia? Comprei e sabia que precisava compartilhar com vocês haha.

Sabe aqueles itens caros, de marcas rycas, que a gente fica só no desejo mas não consegue tirar da cabeça? Então, comigo era esse batom da MUFE (convenhamos que a marca toda me deixa babando né), gente. Usei aparelho fixo nos dentes por 10 meses, tirei em fevereiro, e até então eu era super broxada no quesito batom, tanto que aqui no blog quem era responsável por falar deles era minha amiga Anne, na categoria Rouge à Lèvres (aproveita pra conferir porque tem várias resenhas legais!). Mas agora que tirei fia, ninguém me segura! Cada dia quero experimentar uma cor diferente, ando super empolgada. Daí aproveitei minha última viagem pra concluir a tão sonhada compra do Aqua Rouge, já que aqui ele é uma facada no core, e nos EUA saía um tiquin mais barato. Fiz uma resenha bem detalhadinha porque nesses casos ($$$) a gente precisa tirar toda e qualquer dúvida antes de comprar.

IMG_8808De acordo com a marca:

Aqua Rouge Waterproof é um brilho labial líquido que fornece intensidade e longa duração, deixando seus lábios atraentes e hidratados. Formulado com uma combinação de polímeros de alto peso molecular e óleos voláteis, Aqua Rouge bloqueia a cor nos lábios para um resultado à prova de manchas que não vai transferir ou desaparecer.

Sua fórmula intensamente pigmentada proporciona cores com brilho intenso, possui uma textura cremosa e não pegajosa que desliza facilmente nos lábios. Sua embalagem de ponta dupla permite uma simples aplicação de duas etapas: use o aplicador de espuma para distribuir o brilho e com o pincel de poliéster bloqueie a cor para dar um efeito uniforme.

collage1Xô contar a história: eu queria muito comprar um tom nude dele, porque como é uma coisa mais cara, achei que nude ia ser atemporal, aquele ideal pra dar com tudo e em qualquer ocasião, melhor do que se uma cor loka. Daí fui lá e comprei a cor número 2 (Rosewood), que como vocês verão, é um nude amarronzado clássico. Gostei tanto que, mesmo ficando pobre, voltei dois dias depois na Sephora e comprei outra cor, a 13 (Purple) 😀

collage2(Pensa numa pessoa feliz de poder tirar foto sorrindo sem neura agora por ter tirado o aparelho? Tô super feliz de poder mostrar pra vocês foto de como batom interfere na cor dos dentes.)

collage3O Rosewood, como disse, é um nudão lindoooo super neutro e chique, bem pegada Kylie (socorro, tô numa loukura como batom marrom gente, se pudesse comprava todas as cores nude dessa coleção!) Tem fundo amarronzado, mas não daqueles puxados pro cinza sabe, que às vezes não caem bem em todos os tipos de pele, acabam deixando com cara de morto. Achei uma cor super democrática e inclusive não amarelou os dentes.

Como fala na descrição, esse batom vem com dois ladinhos: um com uma esponjinha tradicional dos batons líquidos e, o outro lado, com um “gloss” transparente e um aplicador do tipo pincel de esmalte, bem fininho, que eu adorei, particularmente porque facilita a aplicação e diminui a possibilidade de cagada. Um descarrega a cor e o gloss faz o trabalho de fixação e alta durabilidade do batom.

Nesse quesito, já adianto que dá pra ser usado dos dois jeitos visse? Já usei tanto ele matte (primeira foto), sem a cobertura de gloss, quanto a glossificada (que, by the way, tô achando linda esse treco meio vinil, principalmente na cor escura), como na segunda foto. No caso DESTA COR, não acho que faz diferença na fixação.

É muito confortável de aplicar e de usar, não fica melequento, na verdade fica parecendo batom em bala, não tem aquela textura dos líquidos tradicionais. Revelou pouco das pelinhas ressecadas na boca e NÃO CRAQUELOU, o que é um ponto fortíssimo da minha avaliação pois não tem coisa que eu odeie mais em batom líquido. Foi saindo por inteiro, apagando, e como é uma cor neutra, foi super tranquilo e confesso que nem retoquei. Já usei pra jantar e ele resistiu, já usei em boate bebendo cerveja a noite toda e ele resistiu, confesso que a única coisa que não fiz com ele foi dar bjasso, então nisso não posso opinar hahaha mas selinho/beijinho comportado ele aguenta com certeza. Sério, amei forte!

Agora vamos à parte da gongação…

collage4

collage5Essa foi a segunda cor que eu comprei, aquela história do começo do post, que tinha amado o primeiro e ai voltei na loja pra comprar uma segunda cor. NÃO É LINDA, MINHA GENTE? EU GARREI PAIXÃO, principalmente no estilo com gloss por cima, achei que ficou muito powerful. Fiquei toda animada porque já tinha testado o primeiro e vi que a fixação era maravilhousar, mas com esse o negócio xoxou, não entendi.

No dia seguinte, passei ele pra sair pruma night com os migo: tudo lindo, passei o gloss por cima e ficou tudo bem. Bebi, conversei, comi e ele no lugar. Daí fui no banheiro checar a conjuntura, eis que vejo minhas canjica tudo com farelo de batom! O batom craquelou na parte interna dos lábios e foi parar tudo no dente, gente, um horror. Eu retoquei, limpei os dentes e acreditei no batom. Quando fui olhar de novo: tudo cagado! Tive que tirar no banheiro mesmo, fiquei irritadíssima porque senão ia ficar por ai desfilando de dente sujo, né non? Affffff

Acho que isso acontece por conta do pigmento. Essas cores escuras tendem a esfarelar muito mais, parece que elas não aderem na boca como os outros pigmentos. Isso acontece da mesmíssima forma com meu Anastasia, esse batom líquido aqui da coleção do Pausa Para Feminices para a Tracta. A cor é linda de morrer, mas acabo não usando porque esfarela/craquela demais (se quiserem resenha completa dele, conta ai nos comentários).

Resumindo o bafafá todo: acredito que as cores mais claras (nudes, rosas e talvez até mesmo alguns dos vermelhos dessa linha) se comportem melhor do que essas cores escuronas. Me arrependi de ter comprado o Purple, apesar de ter me apaixonado pela cor. Se soubesse que ele agiria assim, teria escolhido um outro tom de nude/marrom porque ai não teria erro.

Ah, outra coisa: na hora de demaquilar foi um perrengue, viu (aqui eu falo no caso do nude, que pra mim, é o que contou)? Tentei com o lencinho demaquilante da Neutrogena e nada, tive que apelar pro demaquilante bifásico pra tirar ele por completo. O bichin garra memo na boca!

Na gringa, ele me custou 24 dólares (o equivalente, a mais ou menos, 89 reais). Na Sephora daqui, ele custa R$142,00 (JESUS), ou seja, no fim das contas até que valeu a pena. E a vontade que eu fiquei de ter escolhido outra cor em meio a taaaaantas opções pra esse segundo batom que comprei? Fuck, fazer o que.

Recomendo muitíssimooooo as cores claras, porque é muito difícil ver um batom líquido dessa qualidade no mercado.

Confira outras postagens

Deixe uma Resposta